Sem Título

Ocupação de Timor, Anexação da Alemanha de Leste, e Ocupação do Tibete.

Uma vez que não chega dizer que seria lamentável se um país da Europa ou mais se tornassem EU da A., na sua forma de interferir noutros países, ainda por cima em nome da Europa, eu gostaria de apresentar 3 argumentos, de entre muitos outros. Não tendo agora tempo para fazer um artigo completo sobre o assunto, resumo em linguagem simples, que:

1: Durante a ocupação e o genocídio de um terço da população de Timor Leste (desde 1975 a 2002), os EUA e a Alemanha, entre outros países, não só não impediram o martírio, tortura intencionada, crueldade atróz e matança, mas armaram a Indonésia. Onde estava a sua preocupação ética que agora dão como razão para a pressão sobre a Rússia ? E onde está ela, já que o Timor Leste continua a ser vitimado, sem ter recebido nem memorizações nem compensações ?

cito: “Although Jakarta has diversified its weapons sources since that time, turning to Britain, France, Germany and others to round out its arsenal, U.S. supplies remain essential. According to the U.S. Arms Control and Disarmament Agency, from 1992 to 1994 (the most recent years for which full data is available), Indonesia received 53% of its weapons imports from the United States.

Since the mid-1980s, Indonesia has relied almost entirely on the United States and its Western European allies (particularly the United Kingdom, France, and Germany) for its imported armaments, obtaining anywhere from 91 to 100% of its imported weapons from U.S. or Western European sources over this time period. Major deals with European powers have included imports of 20 105mm howitzers from France, several squadrons of Hawk fighter jets from the United Kingdom, and dozens of combat ships from Germany (equipment that belonged to the former East German navy).
 Report: U.S. Arms Transfers to Indonesia 1975-1997 – World Policy Institute – Research Project | World Policy Institute

2: A ocupação do Tibete: 1950 – … Onde está a mesma preocupação ética ?

3: Este ano, a Rússia foi excluída de votar no Parlamento da Assembleia do Concílio Europeu, PACE, atitude que surpreendeu a Rússia, e que poderá ter como consequência o seu retiro da Assembleia. Uma situação inaceitável, e um clima de guerra anti-Europa.

Quote: “In a resolution adopted by 145 votes in favour, 21 against and 22 abstentions, after a three-hour debate, the Assembly said the… recognition of the illegal so-called referendum and annexation of Crimea “constitute, beyond any doubt, a grave violation of international law”.PACE: News – http://assembly.coe.int/nw/xml/News/News-View-EN.asp?cat=8&lang=2&newsid=4982

“Speaking at a Duma session earlier on Jan. 28, Ivanov proposed, as a retaliatory step to PACE’s criticism of Russia, that the Duma international affairs committee draw up a statement condemning the German Democratic Republic’s “annexation” by the Federal Republic of Germany in 1989, “especially considering that, unlike Crimea, no nationwide referendum was held in the GDR.”

http://rbth.co.uk/news/2015/01/28/gorbachev_idea_to_denounce_east_german_annexation_by_west_is_nonsense_43222.html

Embora este assunto possa ser inesperado para a maioria de nós, — e por exemplo, Gorbachev manifestou-se imediatamente contra tal comparação, dizendo:

“What kind of an annexation was it? Nobody is talking about this. It stands to reason that Divided Heaven [Der geteilte Himmel by the East German author Christa Wolf] was the most popular book in Germany at the time. It’s about Germany. So the proposal [on denouncing East Germany’s annexation by West Germany] is simply nonsense,” he said.

“I’ll tell you once again: It’s wrong to simplify the situation and make judgments about the past based on the current day and current views,” he said.

http://rbth.co.uk/news/2015/01/28/gorbachev_idea_to_denounce_east_german_annexation_by_west_is_nonsense_43222.html)

… o que é certo, é que me levou a saber um pouco mais não só sobre a História da Alemanha, mas também sobre o sentimento de quase metade da população da ex-Alemanha Oriental. Embora a minha primeira reacção, quando deparei com o artigo de Gorbachev, tenha sido pensar que o caso é muito diferente, pois que, na minha ideia ” a Alemanha, é e era a Alemanha” — no fundo, no fundo, um país que fora dividido, o que é certo é que…

The dark side of German reunification
http://blogs.reuters.com/global/2010/09/29/the-dark-side-of-german-reunification/

se o governo alemão e outros governos europeus e o americano, pensassem em respeitar a vontade da maioria dos Europeus, não deixavam ser continuada esta pressão sobre a Rússia. Afinal de contas, contrariamente aos casos estridentes como o Timor-Leste, que se tratava não só de um país  como também de uma cultura e raízes totalmente diferentes, também a Rússia e Ucrânia têm a sua História, e podiam muito bem resolver os seus problemas como países adultos e autónomos que são. Sem quebrar relações milenares entre a Europa e a Rússia, e sem dividir e empobrecer a Europa, dando desculpas para sanções que a prejudicam a ela mesma sobretudo.
Não percebo o que é que os EUA têm lá a fazer, muito menos armar a Ucrânia, quando tem tantos países a morrer de fome no mundo… e a Europa, países empobrecidos depois de entrarem na EU, e tanto melhor para fazer, do que “brincar aos índios e cowboys in other people’s contries”.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s